Trabalhando para trazer o melhor a voçê

Duas faces de uma comunidade

A idéia foi ótima não podemos negar. Na Internet estamos sempre vendo novidades interessantes e a toda hora, algumas vêm como o furor de uma moda passageira e outras vêm para se fixar definitivamente em nosso cotidiano.

Orkut é a comunidade mãe gerando outros milhares de comunidades filhas. Digamos que seria o conceito de uma comunidade fechada, porém a mais aberta do mundo. Ou você conheceu alguém que não conseguiu se engajar na comunidade?

O conceito dos idealizadores realmente dá certo, que é achar amigos espalhados por ai e principalmente fazer outras supostas “ amizades”. Mas temos aquela coisa da criatura se voltar contra o criador e com o Orkut a história não foi diferente.

Assim como tudo em nossa vida que é inventado para o bem, fatalmente irá ser usado para o mal, é a nossa condição “humana” de estragar as coisas boas.

As comunidades criadas no Orkut são milhares onde temos de tudo e também temos muito lixo com certeza. Vejo essas comunidades se bem aproveitadas, como uma gigantesca fonte de informações, onde podemos aprender muito com temas que já conhecemos e aprender coisas novas que estariam fora de nosso alcance.

Essa fonte de pesquisa eu já buscava em fóruns de debates espalhados por ai, que ao me ver, ainda considero os melhores lugares para se aprender algo, salvo quando tem moderadores que realmente põem ordem na casa.

No Orkut temos a vantagem de criar nossas comunidades de interesse, já nos fóruns espalhados por ai, ficamos dependentes do que o servidor tem a oferecer. O problema é que as pessoas pensam que podem criar o que quiser, então somos obrigados a nos deparar com muitos absurdos que realmente só vem a desaculturar a todos (desaculturar foi ótimo).

O que mais vejo de inútil é essas comunidades do tipo “ eu odeio alguma coisa “, po temos que ter consciência que até detestamos sim um monte de coisa, mas não é por isso que vou criar uma comunidade para ficar debatendo assuntos inúteis. Imagina-me criar uma comunidade “eu odeio azeitonas”. Po sinceramente vai procurar o que fazer ao invés de ficar criando inutilidades e pior de tudo que ainda tem um monte de gente que adiciona em sua lista de comunidades.

Essas comunidades do tipo eu odeio feijão, chulé, ir a escola, isso e aquilo eu apenas considero como as inúteis, mas tem outras comunidades que eu as considero como as inúteis e imbecis que são aquelas comunidades com tendências “ nazistas”.

Hoje mesmo fiz uma busca com a palavra chave “NORDESTE”, na qual achei várias paginas relacionadas. EU AMO NORDESTE, MORO NO NORDESTE, SOU NORDESTINO, NORDESTINO SIM E DAÍ?, GOSTO DE MUSICA NORDESTINA, GOSTO DE COMIDA NORDESTINA, até aqui tudo bem. O negocio é quando começa encontrar comunidades dessas que somente servem para divulgar o preconceito: EU ODEIO O NORDESTE, EU ODEIO NORDESTINO EM SP, ODEIO QUEM TEM SOTAQUE NORDESTINO e por ai vai. Esse é o outro lado da faca no Orkut, essa facilidade de criar comunidades, sem a mínima noção de responsabilidade senso ético e respeito a pessoas, coisas e lugares. Esse tipo de lixo que encontramos por ai somente ajuda a baixar mais ainda nosso status de sociedade, mostrando que somos mesquinhos, hipócritas, vergonhosos e preconceituosos.

É claro que a grande maioria não se encaixa nesses adjetivos, porém, enquanto tiver essas parcelas de pessoas assim, seremos todos culpados sim por isso, o digno é assumir nossa parte na culpa.

Agora fica difícil eu tentar criticar uma Comunidade daquelas EU ODEIO NORDESTINO EM SP, já que também eu encontro comunidade do tipo EU ODEIO PAULISTAS, EU ODEIO CARIOCAS, EU ODEIO CAIÇARAS, EU ODEIO ... . Entende o que acontece? Ta todo mundo errado nessa história, somos meros participantes passivos dessa deterioração da sociedade, agora com a facilidade de divulgarem seus ÓDIOS, facilmente aos quatro cantos do planeta.

A Internet deve ser livre sim, mas devemos excluir pessoas assim que confundem essa liberdade para divulgarem seus conceitos e pré-conceitos que somente tendem a desestabilizar mais ainda o caos mundial onde milhões de pessoas morrem por causa de terras, religião e etnias.

A única coisa que eu odeio seria a palavra Odiar, analisem bem o peso dessa palavra, quem odeia alguma coisa, está com uma ferida no peito, que incomoda e não deixa viver em paz. Perdendo tempo em odiar, podendo olhar mais para sua vida, e crescer em todos os aspectos. Re-avaliem seus conceitos, tenho certeza que muitas coisas que todos ODEIAM podem ser trocadas por DETESTAM, e se essa troca de palavras for feita, ainda surgem alguma esperança para a humanidade, porque ODIAR é um câncer que só prejudica e DETESTAR é sô uma condição sua pessoal e você pode ignorar o que DETESTA e viver sua vida em paz e deixar os outros viverem também e quem sabe um dia mudar o seu conceito de DETESTAR para algo menos agressivo e aceitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário