Trabalhando para trazer o melhor a voçê

lucro com o menor esforço

Coué, o famoso psicólogo francês que visitou os Estados Unidos há cerca de 40 anos, definiu a lei do esforço invertido com a seguinte frase : "Quando seus desejos e sua imaginação estão em conflito, sua imaginação invariavelmente ganha a batalha."


Por exemplo:
se lhe pedirem que caminhe sobre uma prancha colocada no chão, você o fará sem dificuldade.
Suponha agora que a mesma prancha esteja colocada a uma altura de seis metros, entre duas paredes.
Você andaria por ela?
Seu desejo de andar seria contrabalançado por sua imaginação ou medo de cair. Sua idéia dominante, a de cair, acabaria por vencer. Seu desejo, vontade ou esforço para caminhar sobre a prancha seria invertido e a idéia dominante da queda seria reforçada.
O esforço mental invariavelmente se derrota a si próprio, resultando sempre no oposto do que é desejado.
As sugestões de impotência para superar o condicionamento acabam dominando a mente - e o subconsciente é sempre controlado pela idéia dominante.






O seu subconsciente aceitará sempre a mais forte entre duas proposições
contraditórias.
Portanto, o caminho sem esforço é o melhor.
Se você diz frases como:
"desejo ficár curado, mas não consigo", "tento tão desesperadamente", "obrigo-me a
rezar" e "uso toda a minha força de vontade",deve compreender agora que seu erro está no esforço que faz.
Nunca tente compelir o seu subconsciente a aceitar a idéia com o uso da força de vontade.


Tais tentativas estão fadadas ao fracasso e você obtém apenas o oposto daquilo por que rezou.
Há uma experiência muito comum que ilustra isso. Estudantes, quando estudam para exames finais, muitas vezes descobrem que todo seu conhecimento subitamente se desvaneceu. As suas mentes se transformam num vazio aterrador e ficam incapazes de coordenar as idéias.
Quanto mais rangem os dentes e recorrem à força de vontade, mais as respostas parecem afastar-se.


CERTO?
Mas, quando deixam a sala de exames e a pressão mental é aliviadas, as respostas que procuravam voltam a jorro a suas mentes.
Tentar lembrar-se pela força de vontade foi a causa do fracasso.
Este é um exemplo da lei do esforço invertido, pela qual você obtém o oposto daquilo por que rezou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário